Agora é que é

Ainda sentindo o cheiro a Natal, com as ruas preenchidas de árvores cada vez maiores, enfeitadas desde o piso de baixo até ao piso superior, com os papeis dos embrulhos ainda na mesa e com algumas prendas ainda por abrir, vai-se preparando a entrada de um Super Ano 2005.

O frio fica, mas muitos vão-se sentir mais quentes neste fim de Ano com:

A namorada,

O namorado,

A amiga,

O amigo,

As amigas,

Os amigos,

A família,

Alguns conhecidos,

Outros desconhecidos,

Por isso Boas Saídas e melhores entradas…

Curto-circuito Cerebral:

A coisa que sempre mais queremos é por vezes a que está mais perto de nós …

Talvez valha a pena pensar ou reflectir nisto

Advertisements

Feliz Natal

Votos translúcidos como a água e cristalinos como o diamante de um sincero Natal. Que se consiga celebrar esta quadra pela sua verdadeira essência … essência essa que é de partilha da nossa herança por todos aqueles que acreditamos e que acreditam em nós. Essência essa de fraternidade/amor pela família, amigos, conhecidos, desconhecidos.

Para quem acredita e tem fé que perceba a alegria que este conceito traz, pois o Natal é o comemorar de alguém especial que nasceu e está sempre a nascer. Que foi amado, que é amado…que amou, e que ama.

Para os mais cépticos, aqueles em que a fé é menor, se perdeu, ou nunca tiveram que… vejam o Natal como uma altura em que somos capazes de perdoar e de nos sentirmos bem. O de reconhecermos o amor dos outros por nós e de conseguirmos retribuir esse amor.

Natal não é só para este ou aquele, para que tem fé e acredita num Deus, Natal é para aqueles em que o seu “eu” acredita em algo mais do que o sórdido comércio, os brinquedos, as fantasias supérfluas… é para aqueles que se sentem um maior calor em suas casas e diga-se que não vem das super pantufas revestidas por um pelo sintético nem do sobretudo caseiro.

Santo e Feliz Natal

Santo e Feliz Natal

Já cheira

É impressionante, mas tive mais de um mês sem escrever nada. Pelo menos, nada neste blog… e diga-se sinceramente em lado nenhum.

Neste mês, em forma de sumário, tive uma vida de:

Manhãs de formação até mais não de coisas capazes de enforcar os nossos neurónios

Muito trabalhinho durante as tardes calorentas de Inverno (isto já não é o que era),

E claro está, fins-de-semana para carregar as baterias e também algum work.

No entanto, hoje acordei e olhei para os lençóis e disse. Já passou…

Pelo menos quase.Com a formação a terminar, vou tentar dedicar mais tempo a escrever mais um ou dois km’s de linhas por dia. Quem sabe. Não quero que me acusem de blasfémia mas vou tentar.

Com o Natal aí ao virar de um pinheiro desejo muitas prendas:

Para Portugal – melhores políticos e melhores pessoas

Para o trabalho – melhor trabalho e melhores pessoas

Para os amigos – maior felicidade e melhores pessoas

Para os inimigos – uhm… quem???

Para mim – que os amigos estejam sempre presentes, quem conheça os meus inimigos (quem???) que o trabalho não falte e viva a Portugal (nada de patriotismo, certo…)

Curto-circuito Cerebral:

A esperança é a última e não morre 😉

Vale a pena pensar nisto (pelo menos já a algum tempo que não se pensa em nada, por isso,…)